2da
header-canastra

Canastra

Como a cultura de um povo pode agregar valor ao seu produto

A 2DA ajuda a colocar a Região do Queijo da Canastra no mapa, usando seu modo de vida e sua tradição queijeira para torna-la mais competitiva.

 

O TRABALHO

foto-canastra-00Dando continuidade a um processo de valorização do queijo iniciado pela APROCAN – Associação dos Produtores da Canastra e o Sebrae com o registro da Indicação Geográfica do Queijo da Canastra, a 2DA desenvolveu um trabalho de construção e estratégia de marca para a Região do Queijo da Canastra. Uma imersão na Serra da Canastra que valorizou a identidade local, mapeou as motivações de consumo atuais e ajudou a desenvolver a região, melhorando a vida dos produtores e aumentando o orgulho de pertencer a essa comunidade.

 

 

O CLIENTE

Com uma tradição de mais de 200 anos na produção de queijo, a região da Canastra assistiu à generalização do nome queijo canastra que passou a ser identificado com queijo curado (qualquer queijo curado é chamado de canastra), além de enfrentar dificuldades para encontrar mercado, perdendo cada vez mais espaço para o queijo fresco e meia cura, devido ao seu tempo de maturação e valor mais alto.

 

foto-canastra-01

 

A OPORTUNIDADE

Diversos movimentos culturais estão modificando o comportamento das pessoas e guiando a preferência dos consumidores e sua forma de consumo. A estratégia encontrou nessas mudanças culturais – gourmetização, a busca por produtos “com alma” e por uma “volta às origens”, enxergando valor no que é feito de maneira artesanal, por determinada comunidade – uma oportunidade de elevar o queijo da Canastra a outro patamar.

 

A SOLUÇÃO

Um longo trabalho de pesquisa com os produtores da região, os queijeiros, empórios e lojas de Belo Horizonte e São Paulo deram origem a uma estratégia que permitiu trazer o queijo da Canastra para o mesmo nível dos queijos estrangeiros, através da valorização do jeito mineiro, artesanal e simples de ser. Para expressar a estratégia, o primeiro passo foi definir um nome que diferenciasse os sete municípios que fazem parte da Indicação de Procedência Canastra. A identidade visual e verbal do projeto, o estilo fotográfico e uma web-série com histórias de 25 produtores deram luz à estratégia. Também foram planejadas ações de implantação do projeto que vêm acontecendo desde 2015 e seguirão até 2018.

Depoimentos

“Nossa expectativa ao participar do projeto da marca Queijo da Região da Canastra foi superada. Estamos colhendo bons frutos. Antes nossos queijos eram vendidos a R$10 e hoje conseguimos negociar o produto entre R$25 e R$30. Com a valorização passamos a investir mais na queijaria. A valorização do queijo nos dá forças para continuarmos a produzir. São transformações que não acreditávamos que poderia acontecer. É um sonho realizado.”

Ivair José de Oliveira, produtor da Região do Queijo da Canastra
Diário do Comércio 29/09/2015

“Resolvemos retomar a produção pelo incentivo dos demais produtores que já estavam no projeto desenvolvido pela APROCAN. Começamos a produzir os queijos em junho deste ano e os resultados têm sido positivos. Nossa intenção é investir na produção. A rentabilidade com a venda dos queijos tem permitido novos sonhos”

Solange Soares, que retomou a tradição familiar da produção de queijo Canastra, após 16 anos de interrupção
Diário do Comércio, 29/09/2015

 

 

 

Conheça o site da Região do Queijo da Canastra: www.queijodacanastra.com.br

 

OS RESULTADOS

 

Os efeitos na região já são visíveis. A APROCAN, que no início do processo contava com apenas 10 produtores associados, hoje já conta com 60. E muitos se preparam para atender às exigências de produção para tornarem-se associados. O Queijo da Canastra dos produtores que tem o selo da APROCAN teve um aumento médio de 66%. Um novo mercado foi alcançado com a abertura de pontos de vendas mais nobres como empórios e restaurantes de alta gastronomia. Muitas famílias que haviam desistido, retornaram à produção dos queijos artesanais. E a valorização dos produtores e de seu produto na comunidade, aumentou muito o orgulho em fazer parte dessa história, dessa tradição, valorizando também a região.

Compartilhe
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedIn